Empresa:Power Bass

Logo no primeiro contato o nome da empresa soa esquisito ao ouvido: Power Bass. Parece nome de loja de som, e foi assim que ela nasceu, como uma revenda e instaladora de som automotivo. Logo depois surgiu a necessidade de vender acessórios em geral, como alarmes, e os  negócios foram ampliando. De 2004 a 2006 esteve envolvida nos holofotes do cenário tuning nacional. Foi nessa época em que, o até então cliente, Anderson Dick (dono da Fueltech), a convidou para revender seus recém lançados produtos, por gostar da filosofia da empresa.

Desde então a Power Bass se aprofundou cada vez mais no segmento da performance. Hoje, ausentou-se parcialmente do mercado de som e trabalha bastante com peças de preparação e personalização, tanto na venda quanto em instalação. “Trabalhamos dando o nosso melhor, focados em  estar entre os melhores. Nossos clientes sempre foram muito exigentes. Projetos especiais eram nosso carro chefe em sonorizações. Mas esse mercado sucumbiu por vários fatores, como proibição de som em vias públicas, diminuição dos campeonatos e os carros serem cada  vez mais equipados dentro das concessionárias. O que fazer então? Decidimos mudar de brinquedos. Nossos clientes que antes tinham um som pesado, agora têm melhores motores, rodas, suspensões, freios e acessórios”, contam os proprietários da loja, Jorge Pinheiro e Ketlen  Krug.

Em 2011 a Power Bass fez dez anos de vida. Na loja, fica nítida a herança do mercado de som: capricho no showroom e esmero nas instalações. As vitrines são sonhos de consumo e os carros montados impecáveis. A maioria das marcas vendidas são representações oficiais, o que traz ao cliente fácil acesso na solução de eventuais problemas. A última marca a escolher a empresa como representante oficial foi a Master Power Turbos, um antigo sonho da loja. A seriedade no comércio impressiona: os vendedores e instaladores têm cursos profissionalizantes em cada área de atuação.

Existe uma consciência muito grande em executar vendas inteligentes, em analisar o projeto do cliente e oferecer o componente adequado. Quando perguntados se o oferecimento de mão de obra atrapalha a venda de peças a outras oficinas, Jorge respondeu:
“Nosso foco é ajudar os clientes a desenvolverem seus próprios projetos. Entregamos o máximo de informação possível. Mas na verdade, infelizmente, acabamos refazendo carros mal preparados por ‘profissionais’ aventureiros de outras cidades e estados”.

Uma das marcas registradas da Power Bass são os carros do Jorge e da Ketlen, dois Kadett. Um cinza 2.0 16v turbo de FT 400 e um rosa 8v turbo de FT 300. Os carros são radicalmente preparados há mais de seis anos e famosos pelos quatro cantos  de Porto Alegre (RS). A Ketlen era campeã de tuning no passado e agora se especializa no oitavo de milha. O rosa 8v busca alcançar a casa dos ‘8 baixo’ em breve no racha de Tarumã (RS).